Associação de católicos entra com ação contra o Porta dos Fundos
Ofuxico: (foto: Ag News)
14/01/2014

 O que era para ser uma grande piada natalina de cerca de 16 minutos dos humoristas do Porta dos Fundos virou representação criminal no Ministério Público Estadual (MPE-RJ). Conforme veiculou o site da Folha de S. Paulo nesta segunda-feira (13), a Associação Nacional Pró-Vida e Pró-Família, formada por católicos, acionou a instituição, ofendida pelo especial de Natal veiculado no YouTube no dia 23 de dezembro.

Os integrantes do Porta dos Fundos (todos nominalmente descritos) são apontados pela associação por crime contra o princípio de tolerância e respeito à diversidade. O documento entregue ao MPE-RJ foi assinado por Hermes Rodrigues Nery, diretor de imprensa da associação ligada à Igreja Católica, subscrito por 11 advogados.

“Não é de hoje que esse canal faz questão de debochar e insultar, das mais diversas formas, as religiões monoteístas, em especial o Cristianismo”, aponta o texto, citando uma série de vídeos do Porta que feririam a liberdade religiosa dos católicos.

Um dos criadores do coletivo humorístico, Antonio Tabet afirma que o grupo não se sente com a criatividade tolhida.

“Qualquer um pode mandar representação ao Ministério Público. Somos a favor de qualquer liberdade”, afirmou o humorista, ressaltando que, se o pedido chegar à Justiça, o Porta dos Fundos também tomará as medidas cabíveis.

“Vamos esperar alguma coisa acontecer para tomar qualquer providência”.

 Em resposta ao texto que chegou às mãos do MPE-RJ, Tabet assegura que não há preconceito religioso por parte do grupo.

“Prova disso é que, na nossa equipe, temos gente de todas as religiões: católicos, evangélicos, espíritas, e também ateus”, explicou Tabet, sintetizando a posição dos humoristas.

“Nosso objetivo não é fazer polêmica. É fazer humor”.



Compartilhe:
Parceria:
Pesquisar eventos por palavra-chave
Só Notícias - Copyright © 2010-2013 - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo do site em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização de Só Notícias!